21 de jan de 2017

14° Capítulo - A mãe adotiva da minha filha


Esta arrependida?
Lua: Aceita Arthur, por favor. – já era a nona vez que pedia – Ai a Mabi fica com você aos finais de semana e feriados.


Arthur: Mas por que eu tenho que ficar menos tempo com ela? – disse indignado.


Lua: Porque eu sou a mãe dela. – disse óbvia.


Arthur: A mãe dela é a Juliana e ela morreu você apenas a criou. – disse já se alterando.


Lua: Cala a boca idiota. – tentou dar um tapa nele, mas Arrhur a segura e a puxou para perto de si, e colou seus corpos e logo em seguida a beijou com presa e muito desejo.


Arthur começou a andar ainda a beijando, se separaram apenas para subir as escadas, quando chegaram lá em cima voltaram a se beijar e indo em direção ao quarto de Lua. Arthur a deitou na cama ficando por cima dela, a loira arranhava as costas dele enquanto ele a beijava no pescoço. Arthur tirou a blusa e o sutiã de Lua e logo abocanhou um seio dela, Arthur chupava, mordiscava enquanto apertava o outro. 

A loira gemia baixinho o que o hesitava mais, Arthur ficou um tempo “brincando” com os seios cheios da ruiva, depois ele foi descendo os beijos até chegar aos shorts que ela usava, rapidamente o retirou jogando-o em qualquer lugar do quarto. Logo em seguida tirou a calcinha da mesma. O mesmo se levantou e foi tirando sua bermuda junto com a cueca lentamente enquanto a olhava nos olhos, os dois se olhavam com desejos. 

E voltou a se deitar em cima da loira novamente e já foi penetrando-a lentamente olhando para o rosto dela, Lua deu um gemido de dor ao sentir o hímem ser rasgado, ele parou um pouco e depois retornou a penetrá-la lentamente. Com os movimentos ela gemia baixinho e Arthur se movimentava dentro dela bem lentamente e fazendo movimento vai e vem e ela pedia por mais, e Arthur aos poucos ia aumentando a velocidade. Estava amando ver que ela estava gostando. 

O moreno começou a dar investidas mais fortes, indo até o fundo dela. E a loira sentia vontade de gritar de tanto prazer, gemia alto e depois de mais algumas estocadas ambos chegaram ao clímax juntinhos. Arthur saiu de dentro dela e deitou ao lado de Lua, tentando recuperar as respirações.  



Arthur: Eu te machuquei? – a olhou preocupado, Lua negou com a cabeça e ele a puxou para que deitasse em seu peito.


Lua: Foi perfeito. – disse envergonhada.


Arthur: Por que essa carinha? – a olhando.


Lua: Você esta noivo e vai se casar daqui dois meses. – se sentou e o olhou – Queria que eu estivesse como? – Arthur não disse nada então Lua continuou – Isso era importante para mim, eu nunca vou conseguir esquecer esse dia, já para você vai ser apenas mais uma e eu não queria que fosse assim. – suspirou olhando para a janela ainda sentada.


Arthur: Esta arrependida? – com medo da resposta.


Lua: Um pouco. – derramou uma lágrima e secou logo em seguida – Você não me ama, e eu queria que fosse com alguém que me amasse. – disse baixinho.


Arthur: Em algum momento... – calou-se.


Lua: Diz. – virou o rosto para olhá-lo.


Arthur: Nada. – com medo de dizer que a amava e ela não sentir o mesmo – Eu vou embora. – disse se levantando.


Lua: E a guarda da Mabi? – disse ficando de joelhos na cama.


Arthur: O juiz que decida. – se vestiu e saiu.


Lua deitou na cama chorando. Depois de alguns minutos acabou pegando no sono, estava cansada.


**********


Arthur chegou em sua casa.


Jhulie: Bebê onde estava? – disse com voz de bebê e ao vê-lo entrar no quarto.



Que tal uma maratona? Aproveitar que FINALMENTE consegui um notebook novo. Aeee 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo